Enfrentar as desigualdades para vencer a pobreza

Seis meses depois, ciclone Idai continua causando estragos na África

Tempo de leitura: 2 minutos

Tempestade de março atingiu mais de 2,5 milhões de pessoas em Moçambique, Malauí e Zimbábue

13/09/2019
 

A noite dia 13 de março de 2019 ficará marcada para mais de 2 milhões de pessoas que tiveram de lutar por suas vidas depois da passagem do ciclone Idai em três países do sudeste da África – Moçambique, Malauí e Zimbábue. Seis meses depois, uma das maiores tempestades da região nos últimos 10 anos ainda deixa marcar profundas. Milhões de pessoas sem acesso à comida e água potável, cidades inteiras destruídas e milhares de hectares de plantações sem condições de produzir.

A Oxfam e organizações parceiras estão na região para ajudar as pessoas atingidas a reconstruírem suas vidas. Estamos apoiando cerca de 600 mil pessoas, principalmente mulheres e crianças. São elas que mais sofrem nessas situações emergenciais.

“É alarmante, mas não surpreendente, que as pessoas que sobreviveram ao Idai continuarão a enfrentar altos níveis de fome nos próximos meses, devido à gravidade do que aconteceu”, afirma Rotafina Donco, diretora da Oxfam em Moçambique. “Estamos lutando para providenciar ajuda básica às pessoas que estão nos alojamentos provisórios, mas as condições estão piorando a cada dia.”

Famílias estão se alimentando de plantas silvestres

Famílias inteiras estão se alimentando de plantas silvestres porque não há comida suficiente para todos. “Seis meses se passaram mas continuamos precisando de doações humanitárias antes que seja tarde demais – caso contrário, não haverá recuperação possível para a região”, diz Rotafina.

O trabalho humanitário da Oxfam em Moçambique, Malauí e Zimbábue só é possível graças às doações feitas ao nosso Fundo de Emergência Global. Com esses recursos, nossas equipes podem prestar um pronto atendimento em tragédias como essa do ciclone Idai no sudeste da África, podendo prestar os primeiros socorros em até 48 horas. Esse período é extremamente crítico. É o momento em que fazemos as primeiras assistências, providenciamos acesso à água limpa e outras condições sanitárias para garantir a saúde de todos os atingidos.

Ajude a manter o auxílio as vítimas do Ciclone Idai e de outras catástrofes que acontecem em todo o mundo, faça uma  doação para o Fundo de Emergência Global da Oxfam.

imagem do banner
Cadastre-se
Receba nossa newsletter